A Imaginação Ativa como possibilidade de tratamento para o Bruxismo

Sonia Lyra apresenta artigo sobre Imaginação Ativa e a busca da flor de ouro no VIII Congresso Latinoamericano de Psicologia Junguiana em Bogotá
julho 16, 2018
Sonia Lyra lança a Flor de Ouro, plataforma de estudos online
julho 21, 2018

Confira o vídeo em que a Dra Tania Zaura (Cirurgiã-dentista) e Daniela Boleta Ceranto (Cirurgiã-dentista, mestre e doutora em Odontologia/Fisiologia Oral pela Unicamp) relatam sobre a pesquisa da Imaginação Ativa como possibilidade de tratamento para o Bruxismo:

No ano de 2013 foi apresentada em Berlim, Alemanha, uma pesquisa em Imaginação Ativa e Bruxismo realizada nas dependências da Universidade Paranaense Unipar – Campus Cascavel, pela Dra. Sonia Lyra (Dra. em Ciências da Religião, Mestre em Filosofia, Psicóloga e Analista Junguiana formada pelo Instituto Junguiano de São Paulo, Associação Junguiana do Brasil e International Association for Analytical Psychology) em parceria com a Dra Tania M Bremm Zaura (Cirurgiã-dentista) e Daniela Boleta Ceranto (Cirurgiã-dentista, mestre e doutora em Odontologia/Fisiologia Oral pela Unicamp).

O objetivo da pesquisa foi avaliar o efeito da técnica da Imaginação Ativa para o Tratamento de Bruxismo, projeto que foi apreciado e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa em Seres Humanos (CAAE: 05619512.9.0000.0109):

https://waset.org/Publications/the-active-imagination-technique-for-bruxism-treatment/15181

Inicialmente os voluntários da pesquisa preencheram um questionário a respeito de sua condição referente ao bruxismo, composto por questões objetivas sobre sinais e sintomas. Na sequência foram submetidos a uma única sessão de Imaginação Ativa, por cerca de 1 hora, com a Dra. Sonia Lyra. Após 15 dias, os voluntários preencheram novamente o mesmo questionário inicial. Os resultados dos dois questionários foram comparados e demonstraram que a grande maioria dos participantes teve a sintomalogia dolorosa, dificuldade de abertura bucal e a dor à mastigação, reduzidas. Após a sessão de Imaginação Ativa alguns dos participantes, também abandonaram o uso da placa miorrelaxante durante o período avaliado.

18 meses depois uma nova pesquisa foi realizada, com o objetivo de avaliar a eficácia da técnica. Os resultados comprovaram a redução desde o caso de mandíbula presa quanto à diminuição dos ruídos do maxilar, bem como a redução da dor ao redor das orelhas, têmporas e bochechas. Conclui-se então, que a técnica pode ser utilizada no tratamento de bruxismo, o que tornou a Imaginação Ativa uma ferramenta adequada para o uso científico, bem como sinalizou a possibilidade de cura. Os resultados surpreendentes foram também apresentados como artigo no Congresso de Clínica Psiquiátrica, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, nos dias 25, 26 e 27 de abril de 2014 e posteriormente no IX Congresso Iberoamericano de Psicologia em Lisboa – Portugal, em 9 de setembro de 2014.

É importante destacar que o tratamento odontológico do paciente bruxômano deve ser levado em consideração como parte do procedimento, para o correto restabelecimento da função mastigatória. No critério de avaliação dos pacientes, o tratamento farmacológico deve, em determinados casos, ser considerado. Existe uma necessidade imediata de que os profissionais da Psicologia e da Psiquiatria, que são aqueles autorizados a aplicar o método, aprofundem sua formação na técnica da Imaginação Ativa, uma vez que a eficácia desta para o tratamento do bruxismo é algo novo nesse campo não só para a Psicologia Analítica, mas para a Psicologia em geral.

O artigo completo integra a obra Imaginação Ativa & Criativa de Sonia Lyra. Para conferir o livro acesse: https://sonialyra.com.br/produto/livro-imaginacao-criativa/

Para saber mais sobre Imaginação Ativa acesse: https://sonialyra.com.br/