ICHTHYS Instituto promove curso sobre a importância da vida simbólica em tempos de introspecção mundial.

Entrevista Dr.Viktor Salis sobre Mitologia.
fevereiro 14, 2020
Entrevista Jorge Antonio Jorge – O Espírito Santo e seus desdobramentos na obra de Jung
março 24, 2020

Em meios às ameaças mundiais, por conta de uma minúscula força fatal, que recebeu o nome de corona vírus, pessoas do mundo inteiro foram obrigadas a parar, se trancafiar em suas casas e a estarem diante de si-mesmas.

Neste período, as condições incomuns estão obrigando os indivíduos a recriarem sua própria vida e a própria individualidade, dando ao homem o que ele mais reclama não ter: o tempo. Contudo, na maioria das vezes, este próprio tempo, que o homem dizia não possuir, agora o consome
em tédio, angústia e medo.

Este momento é marcado, como disse o próprio Carl Jung há décadas atrás, pela profunda necessidade de conhecer as condições psíquicas, pelas quais surge o predomínio do inconsciente sobre a consciência.

Portanto, não temos vida  simbólica, mas temos necessidade premente dela. Somente a vida simbólica pode expressar a necessidade da alma – a necessidade diária da alma, bem entendido. E pelo fato de as pessoas não terem isso, não conseguem sair dessa roda viva, dessa vida assustadora, maçante e banal onde são “nada mais do que”. No rito estão próximas de Deus; são até mesmo divinas.  (…) A vida é racional demais, não há existência simbólica em que sou outra coisa, em que desempenho um papel, o meu papel, como um ator no drama divino da vida. Carl Gustav Jung.
Jung, C. G. A vida simbólica: 18/1. Tradução de Araceli Elman, Edgar Orth; revisão literária de Lúcia Mathilde Endlich Orth; revisão técnica de Jette Bonaventure. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. 8a. reimpressão, 2018. (Obras completas de C. G. Jung; v. 18/1) III. A vida simbólica, p. 290.]

Confira os depoimentos de alguns dos mais de 75 participantes que integraram a sala de estudos na tarde do dia 21 de março de 2020, das 15 às 18h. O curso “O que fazer consigo mesmo em tempos de introspecção mundial”, foi ministrado pela PhD Sonia Lyra.

Depoimentos:

“A Sonia é profunda conhecedora de Jung e sua experiência no ensino e na prática ajuda muito a assimilar e experimentar o auto-conhecimento no dia a dia.” Jorge Secco Caetano, administrador.

“Tema muito pertinente. Conteúdo abordado de forma compreensível, com embasamento teórico e sugestões práticas.” Scheilla, psicóloga,

“Profundo, instigante e reconfortante.” Maria Elisa Raymundo Guedes, psicóloga.

“A Psicologia Analítica é, para mim como uma grande fonte de luz que me ajuda a enxergar o mundo e aquilo que é imprescindível nesta vida. A Sonia Lyra e o ICHTHYS (com seus cursos, pós-graduações e jornadas) são como um farol, que com sua maior proximidade e sabedoria me auxiliam a compreender tudo a partir do agora, das situações atuais, do concreto, do que a vida apresenta, além de auxiliarem-me a enxergar tudo o que vem sendo trazido para a ampliação da minha consciência. Sou grata por toda a transformação que têm trazido à minha vida.” Mariana Casotti, psicóloga.

“Apenas o contato com o mundo simbólico, permitirá a verdadeira conexão com o centro da própria alma, ou seja, a reeencontro de si consigo mesmo. É neste momento, que uma religação intrínseca ao sagrado poderá conhecer.” Lex Kozlik.

“Em um momento de introversão como nunca passei, ter os caminhos para lidar com os conteúdos é de extrema importância para o estado mental. Obrigada pela maestria em ensinar.” Bianca Strapasson.

“Um convite para uma jornada pelas sombras, por um lugar desconhecido de nós mesmos, para encontrar um ponto de luz que traga nova visão. É para os fortes!” Lidercy Aldenucci, psicóloga e mediadora.

“A Sonia sempre conduz com maestria, encantamento e nos leva ao contentamento da nossa alma. Não poderíamos estar melhor acompanhados nesse momento de introspecção. Agradeço ao Self por estar onde estou. Gratidão Mestra por se fazer Luz por meio dos ensinamentos de nosso Mestre Dr. Jung.” Claudia Reis, psicóloga.

“Compreender como olhar as emoções é essencial para este momento. Perceber que os sentimentos, impressões, sensações e pensamentos são manifestações de uma alma que tem sede pelo conhecimento, pelo autoconhecimento. Cada um desses pode intensificar-se neste período, saber como lidar e o que fazer é a diferença nesse curso.” Aline Zanon, psicóloga.

“Estamos num tempo cósmico onde conta como “currículo” a experiência. Vivenciar para ensinar depois de conhecer para aprender. A experiência que Sonia Lyra tem e o desvelo e amor com que compartilha dela conosco sempre é o que ressalta para mim em suas atividades. Mais uma vez me enriqueço com novas ferramentas ou o aperfeiçoamento das que venho trazendo comigo. Em tempos de tempestade, a serenidade trazida por aquele que estuda a alma humana a partir de sua própria vivência, é tesouro. Estou mais rica interiormente e de ânimo renovado. Gratidão é a palavra de sempre após os eventos.” Ieda Bueno Ferraz, psicóloga.

Translate »