Sonia Lyra, PhD palestra sobre “As obras do amor de Kierkegaard” na UNESPAR.

Sonia Lyra, PhD, concede entrevista para CBN Vale do Iguaçu e TV Mill
outubro 18, 2019
Sonia Lyra, PhD palestra para integrantes da Polícia Militar do Paraná de União da Vitória
outubro 18, 2019

A Analista Junguiana, Sonia Lyra PhD, reuniu no dia 21 de agosto de 2019, às 19h, no auditório da Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR em União da Vitória, acadêmicos de Psicologia para apresentar seus estudos sobre as obras do amor de Kierkegaard. O objetivo da palestra não será estabelecer um diálogo “sobre o amor” em Kierkegaard, mas sobre “As obras do amor”, cujo rigor consiste no dever do amor mútuo.

Sonia Lyra, PhD, afirma: “Quando a pessoa se apaixona, pensa vinte e quatro horas no objeto amado ou na pessoa amada. Tudo que ela vê a faz pensar ‘Ah, como o outro ia gostar disso aqui.’ ‘Ah, eu vou fazer isso para o outro’. Isso significa o que? Isso significa que, na verdade, eu só estou olhando para mim. Eu não estou olhando para o outro de verdade ainda. Então, na minha paixão, no meu entusiasmo amoroso, na minha dimensão romântica, eu coloco o melhor de mim no outro. Eu vejo o melhor de mim no outro. O outro é todo encanto para mim, é todo beleza para mim. Só que desde que ele esteja correspondendo a determinadas expectativas para mim, no momento em que esse outro disser para mim ‘não, eu não amo você’, (…) Eu me desespero. Por que eu faço isso? Porque de alguma forma esse meu amor por mim estava projetado no objeto. A gente tem essa expressão na Psicologia, o que nos ajuda muito, que é o fenômeno da projeção, onde eu me vejo no outro como se fosse um espelho. Por isso eu coloco o outro lá em cima, e amo mais o outro do que a mim mesmo. O que, no fundo, no fundo, significa: eu estou dividido dentro de mim e partes de mim, e eu vou sofrer angústia e desespero por causa disso.”

Confira o depoimento da participante:

“Vivenciar estes dias com a presença da Dra. Sonia Lyra foi de grande honra e imensa alegria. Creio que assim como eu, todos que se fizeram presentes de alguma forma, seja por meio das palestras, ouvindo na rádio (Canal CBN Vale do Iguaçu), pela na TV Mill e por onde esteve, foram tocados de alguma maneira, e adquiriram alguma bagagem para o autoconhecimento. Sua contribuição me proporcionou um novo olhar, de inovação e enriquecimento genuíno ao meu crescimento pessoal, como também, profissional. Foram palavras enriquecedoras que não tocaram somente os meus ouvidos, e sim, a minha alma. Agradeço imensamente essa brilhante estrela que veio iluminar o nosso meio.”

Berenice Rolinski. Psicóloga e uma das integrantes do Grupo Café Analítico.

O evento faz parte da série de encontros que o Café Analítico tem promovido nas cidades de Porto União e União da Vitória. O Café Analítico é um grupo formado pelas psicólogas Leslie Almeida Andrucho, Jéssica Lemos, Fabíola Chagas,  Berenice Rolinski e Iara Roman e tem o objetivo de aprofundar-se mais na teoria analítica desenvolvida pelo psiquiatra e psicólogo Carl G. Jung, não apenas focado no conhecimento intelectual, mas também na troca de experiências pessoais e profissionais.

Translate »